Autor: Silvana Spindola

Tamanho: 14x21 cm
Capa normal: 121 páginas
Idioma: Português 

ISBN: 9786586118056

Peso: 114 gramas 

Minha questão é social, e a tua qual é?

R$30.00Preço
  • O cotidiano é permeado por diferentes expressões da questão social – movimento e reprodução indelével da marca da “miserabilidade humana”, que de forma geracional perpetuam as feridas de uma sociedade adoecida, empobrecida historicamente não somente de recursos mas principalmente de valores; nas relações baseadas na exploração e no aviltamento dos mais vulneráveis, que sujeitos a tamanha desigualdade são, na contemporaneidade, o que podemos qualificar de um grande exército de excedentes, “não pertencentes”, ao mundo capital e globalizado, sujeitos que desalentados sobrevivem por sobreviver. E daqueles que não foram engolidos ou não se renderam ao sistema e seguem na luta diária pela garantia dos seus direitos em meio às tensões próprias que são impostas por esta relação de conflito com uma sociedade excludente e hipócrita.

    Nestes poemas, observa-se e desvela-se o retrato da realidade na perspectiva histórica e crítica dessas relações, e de uma fração da população que segue sendo marginalizada por uma herança cultural, social, política e econômica, à mercê do capitalismo; ao fundamentá-la no pensamento de construção de um mundo com maior equidade, igualdade e justiça social, e de dar a voz àqueles que não são ouvidos, é que se abre espaço para a reflexão e visibilidade ao processo permanente de contradições existentes nas relações humanas.

  • Silvana da Silva Spindola é assistente social, tem publicado diversos artigos em sua área de conhecimento. Com pós-graduação em Políticas Públicas, decidiu aventurar-se na poesia como forma de abordar as questões sociais e suas expressões, por meio de versos que exprimem a realidade, contextualizados a partir de um saber, mas principalmente com um olhar sobre o mundo e a sociedade contemporânea.