Neste trabalho, o historiador Gabriel Gabbardo apresenta a história de uma das mais fascinantes disputas ideológicas da Antiguidade. Juliano, “o Apóstata”, foi o último  imperador pagão de Roma. Pretendia extinguir o cristianismo, não pela espada, mas pela persuasão. Seus planos foram interrompidos por sua morte misteriosa em combate contra os persas. Desse mistério, surgiu uma complexa polêmica envolvendo a identidade do assassino: um persa? Um romano traidor? Um anjo? É dessa polêmica que o livro trata.

A disputa da memória da morte do imperador Juliano, o Apóstata

REF: 9788583381457
R$35.00Preço